quarta-feira, 24 de julho de 2013

O que é poema em linha reta? - pesquisar

Que bom que vocês conhecem Fernando Pessoa e seus três heterônimos, Paulo Leminski, Ferreira Gullar, Oswald de Andrade, Mario de Andrade, Carlos Drummond de Andrade, Mario Quintana, e outros grandes brasileiros, pra ficar citando a todo momento! Nossa, como transborda meu coração de alegria ver que vocês conhecem de poesia e literatura brasileira e citam autores tão diversos. A cada perfil que eu vejo um autor renomado diferente! Nunca vejo um autor repetido, como Caio F. Abreu duas vezes no dia! NUNCA!
Vocês citam Luis Fernando Veríssimo, e Stanislaw Ponte Preta, e Mario Prata pra serem ácidos, irônicos e bem humorados! Minha alma se alegra! As citações de vocês são tudo que pedi a deus! Ricas, densas, diversas, conexas! Minha alma se preenche em encanto melodioso! Adoro como vocês entendem Nelson Rodrigues também! Todos os dias alguém cita Nelson Rodrigues! Vocês lêem demais! Parem com isso.
E dos autores internacionais? Sempre um Oscar Wilde na Timeline, um Orwells, Huxley, Kafka! Meu, olha, vocês são demais pra mim! 

Vocês entendem de literatura e poesia brasileira como nunca dantes eu havia visto! Mas de filosofia vocês dão um banho mesmo! Minha vista se salta sobre si mesma! Parece que olho um horizonte inexplorado! 

Quando vocês citam filósofos vocês sabem toda a coerência que a frase, remodelada para um modelo de auto ajuda, da citação tem no pensamento daquele autor! De Santo Agostinho a Nietzsche, vocês lêem muito mais do que todos os filósofos já leram em uma vida! PENA QUE VOCÊS NÃO PRODUZAM, NÃO TENHAM O FOCO QUE NIETZSCHE E SANTO AGOSTINHO TINHAM! QUE VOCÊS LEIAM PRA CACETE MESMO! MAS SÓ FALEM BOBAGEM O DIA INTEIRO! QUE TODOS LEIAM PRA CACETE! A MESMA COISA! QUE AS LIVRARIA HOJE EM DIA EM MEIO MATERIAL ESCOLAR, CD, DVD, TUDO DO CREPUSCULO, CINQUENTA TONS DE CINZA... NOS BRINDEM ATÉ MESMO, INUSITADAMENTE, COM LIVROS! Infelizmente não conseguimos achá-los, e compramos Paulo Coelho.

Daí acontece que você não é capaz, de quando lendo um livro atual, entender ou buscar a intertextualidade dele com outros. Vocês que lêem terror, por exemplo: O REGOJIZO QUE RECOBRE-ME POR OUVIR FALAR EM STEPHEN KING, ALGUÉM QUE TERMINA TODOS OS LIVROS DA MESMA FORMA, É IMENSO! STEPHEN KING, QUE NOS FAZ CRER, NO MAIS ALTO SALTO DA CRIATIVIDADE, QUE O MAINE É ONDE TUDO DE SOBRENATURAL ACONTECE NOS EUA. Assim como a brasileira Maria José Dupré, autora do cachorrinho samba, dá aos personagens donos do cão o nome de Maria, que como a própria, é escritora, e Leandro, que assim como seu marido, LEANDRO, também é engenheiro! Vocês que leem terror, que por alguma sorte conseguiram ir, em Anne Rice, além de "Entrevista com o Vampiro", e chegar na crônica vampiresca de número 4, se não me engano, "O Ladrão de Corpos", nunca irão entender a intertextualidade com "A coisa na soleira da porta", a não ser que a autora diga, grite: LEIAM H.P. LOVECRAFT! Mas vocês não lêem Lovecraft, tão pouco Poe. Vocês leem Stephen King. 

E depois, nego vem me chamar de cabeça vazia, de pseudointelectual, e eu vou dizer o que? Pedir desculpa, claro, pois diferente dele, neste momento não estou lendo A Odisséia, pois uma pessoa que me critica, é óbvio, deve não ter grande preferência pela Odisséia, mas ainda preferir a Iliada, e ler o Inferno de Dante só pra ter assunto com os amigos! Que defende que a censura popularizou Camões, pois toda semana tinha um versinho dos Lusíadas no jornal! Essa pessoa nunca deve ficar preguiçosa, sempre que lhe perguntam o que ela fez no fim de semana ela diz que foi ao MAM, ver a Tarsila. Que fez de tudo pra ir ver Carmem no teatro municipal, mas não pode, por que se atrasou em sua caminhada, onde encontrou um amigo, que lhe tomou tempo, discutindo a falta de densidade da leitura dos jovens hoje em dia! Esta pessoa é perfeita! Que assim descreve Fernando Pessoa em "Poema em linha reta", enquanto ele, por vezes tem sido relez. 

Esta pessoa escreve sonetos ao luar, suas redondilhas são inebriantes, cada estrofe é um lágrima... QUANDO EU SEQUER DIVULGO MEU BLOG PORQUE SENÃO NEGO VEM QUERER QUE EU LEIA O BLOG DELE! Que só tem as piores poesias que um ser humano poderia escrever
Porque nego acha que escrever poesia é só
escrever uma linha
embaixo
da 
outra
Gente que ao escrever usando alma, sangue, anjo, anjo negro, negro, escuridão, véu negro, céu negro, lágrima, lágrima negra, etc., o torna um mestre em versos e prosa gótica, que Alvares de Azevedo não morreria do mal do século, tuberculose, morria cuspindo sangue, mas de desgosto, por não ser tão original quanto um ser desses! 

Nenhum comentário:

Finais são bençãos ambivalentes.